O que fazer na Mooca: 7 passeios imperdíveis

Já é até folclórico: quem escolhe na Mooca para viver, jamais abandona esse nosso bairro tão amado. Para você que é de outros pontos da cidade e talvez nunca tenha passeado por aqui em um fim de semana, vamos dar aqui algumas dicas sobre o que fazer na Mooca.

Mas antes, vamos falar um pouquinho sobre nosso bairro: a Mooca é um bairro tradicional localizado na região centro-leste da cidade de São Paulo. Tem uma área de 7,7 km² e um IDH 0,909, que é considerado bastante elevado.

Um fato curioso sobre nós é que nos consideramos um “principado” dentro da cidade. Temos nossa própria bandeira, hino, time de futebol e por incrível que pareça, temos também nosso próprio sotaque. Aqui você vai ouvir falar muitas expressões típicas como o famoso “né, mêo?”. Uma vez Mooca, sempre Mooca!

Se você nunca veio fazer um passeio por aqui, nós preparamos um roteiro sobre o que fazer na Mooca. São sete passeios imperdíveis, tanto para quem nunca visitou nosso bairro quanto para moradores que ainda não se aventuraram por alguns locais que fazem parte da alma desse bairro tão amado pelos mooquenses:

Ir ao Museu da Imigração pesquisar seus antepassados

Esse é um passeio tradicional de resgate da história da formação cultural de São Paulo. Nos séculos XIX e XX, imigrantes de mais de 70 nacionalidades chegaram ao Brasil trazidas por navios, fugindo de guerras e buscando uma vida melhor nas Américas. Elas vinham para trabalhar nas nossas lavouras de café e nas indústrias paulistas.

Inaugurada em 1887, a Hospedaria de Imigrantes era o local de abrigo dos estrangeiros recém-chegados. Portugueses, espanhóis, italianos e japoneses foram alguns dos exemplos de imigrantes que ao chegarem de navio pelo porto de Santos, pegaram os trens que subiam a serra até chegarem na Hospedaria, para aguardarem a triagem que os levaria a seus novos empregos.

A partir da década de 1930, a Hospedaria passou a acolher imigrantes de outros estados brasileiros. A partir da década de 1970, perdeu sua função original e em 1978 recebeu pela última vez um grupo de imigrantes vindos da Coreia. E assim encerrou suas atividades.

O que fazer na Mooca - Museu da Imigração
Museu da Imigração

Centro de Preservação, Pesquisa e Referência

Aqui você poderá ter acesso ao cadastro de todos os imigrantes que passaram pela hospedaria. Pessoas em busca do processo de cidadania italiana, portuguesa e outras vêm até o CPPR para encontrar informações importantes sobre seus avós afim de localizar documentos importantes para compor o processo.

Horário de atendimento: Terça a Sexta, das 13h às 17h.

E-mail: pesquisa@museudaimigracao.org.br

Passeio de Maria-Fumaça

Um dos pontos altos do passeio no Museu da Imigração é o passeio de Maria-Fumaça. A ABPF Regional São Paulo oferece, ao lado do Memorial do Imigrante, um passeio histórico em uma composição movida por uma locomotiva a vapor, uma autêntica Maria-Fumaça.

Ela sai da estação do Memorial, indo até a Rua da Mooca e, na volta, até a entrada da Estação do Brás, retornando ao ponto inicial, num trajeto de aproximadamente 3.000 metros.

Do passeio é possível avistar o maior acervo de material ferroviário do Brasil, com destaque para as locomotivas elétricas tipo V-8 e tipo Box, da Cia. Paulista, os carros de madeira da antiga São Paulo Railway e carros de aço inox da antiga Estrada de Ferro Araraquarense, todos recuperados na Oficina de Restauração da ABPF Regional São Paulo.

Dentro da locomotiva vai um guia turístico explicando o funcionamento do sistema ferroviário no início do século 20 e contando um pouco sobre como era o trajeto dos imigrantes a caminho do Porto de Santos até a hospedaria.

Quando você se perguntar sobre o que fazer na Mooca, esse é um passeio obrigatório e imperdível para as crianças e adultos. Funciona todos os sábados, domingos e feriados, das 10h30 às 16h.

Festa do Imigrante

Gastronomia, arte, música e dança de nacionalidades que compõem a diversidade cultural de São Paulo estão reunidas na tradicional Festa do Imigrante. Organizado há 22 anos pelo Museu da Imigração, o evento tem papel fundamental no resgate da história de mais de 2,5 milhões de pessoas que passaram pela antiga Hospedaria dos Imigrantes do Brás desde fim do século 19. Em 2017, mais de 22 mil pessoas prestigiaram as manifestações culturais das comunidades de imigrantes e descendentes.

Para saber mais sobre datas e horários de quando ocorre a Festa do Imigrante, vá à página oficial do evento.

Museu da Imigração

Terça a Sábado, das 9h às 17h, e aos domingos das 10h às 17h.

Endereço: Rua Visconde de Parnaíba, 1316, Mooca, São Paulo/SP.

CEP: 03164-300 – Contato: (11) 2692-1866

E-mail: museudaimigracao@museudaimigracao.org.br

Assistir um jogo do Juventus na Javari

Se você busca o que fazer na Mooca, seguramente esse é o passeio mais emblemático de todos. Ir ao estádio Conde Rodolfo Crespi em um domingo de manhã para acompanhar o Clube Atlético Juventus disputar uma partida de futebol.

Assistir a uma partida do Juventus é uma experiência única. É um ponto de encontro da velha guarda e também dos jovens mooquenses.

O ambiente no dia de jogo é bastante tranquilo, então você pode levar toda a família e inclusive as crianças para torcer pelo time carinhosamente apelidado de Juve pela torcida grená (atenção: nunca chame a cor do time de vinho!).

O clube foi fundado no ano de 1924 com o nome de Cotonifício Rodolfo Crespi F.C., fruto da fusão do Extra São Paulo F.C. e do Cavalheiro Crespi F.C. tradicionais clubes da várzea do bairro da Mooca formado por empregados da fábrica de tecidos da família Crespi.

Em 1930 saía de cena o Cotoníficio Rodolfo Crespi F.C. e surgia o Clube Atlético Juventus. A sugestão do novo nome partiu do Conde Rodolfo Crespi. As cores oficiais do clube passam a ser grená e branco.

Onde ir na Mooca - Estádio Conde Rodolfo Crespi - Juventus
Entrada do Estádio Conde Rodolfo Crespi, do Clube Atlético Juventus (Jair Magri)

O Moleque Travesso

No dia 14 de setembro de 1930, um fato marcante entraria para todo sempre na história do Clube Atlético Juventus. Disputando pela primeira vez a elite do futebol profissional, o Garoto – como era conhecido o Juventus – surpreendeu a todos ao vencer a forte equipe corintiana em pleno Parque São Jorge por 2 a 1, gols marcados por Nico e Piola.

Nascia alia um fatalismo e um apelido.

Surgia a mística do Moleque Travesso, imortalizada nas palavras do inesquecível jornalista esportivo Tomas Mazzoni, que batizou o feito do novato time da Mooca como uma travessura de um moleque que ousou vencer um gigante em seus próprios domínios.

Canolli, o icônico doce italiano vendido dentro do estádio

Aproveite para experimentar o já clássico canolli, que é vendido dentro do estádio. O canolli é um doce típico italiano, que consiste em uma massa frita, recheada de creme. Formam-se filas imensas nos intervalos e finais dos jogos para comprar um desses.

Dentro do estádio há também a lojinha oficial de souvenires do Juventus, como camisas oficiais, bonés, chaveiros e adesivos.

Assistir a uma peça no Teatro Municipal Arthur Azevedo

O que fazer na Mooca no âmbito cultural? Se você ainda não conhece o Teatro Arthur Azevedo, está perdendo a oportunidade de conhecer um grande espaço cultural da Zona Leste de São Paulo.

O teatro recebe este nome em homenagem ao poeta e dramaturgo maranhense Artur Nabantino Gonçalves de Azevedo (1855-1908), que sucedeu a cadeira de Martins Penna na Academia Brasileira de Letras. No saguão principal, está instalado um painel do artista plástico Renato Sottomayor.

O que fazer na Mooca: Teatro Arthur Azevedo
Fachada do Teatro Arthur Azevedo (Foto: PMSP)

Este teatro é conhecido por sediar o Clube do Choro de São Paulo, embora também receba espetáculos de dança e peças de teatro. Localizado na Avenida Paes de Barros, nº 955, o local foi reinaugurado um dia após o aniversário de 259 anos da Mooca e por ele já passaram artistas consagrados como Cacilda Becker, Walmor Chagas, Procópio Ferreira, André Parisi Quinteto e o grupo Izaías e Seus Chorões.

Veja aqui a agenda de espetáculos.

Avenida Paes de Barros, 955 (Mooca) – Fone (11) 2605-8007

Parque Sabesp Mooca – Fiori Gigliotti

O parque Fiori Gigliotti é uma área verde encravada no coração da Mooca. Ideal para fazer exercícios e levar as crianças para brincar. É também um parque bem cuidado, com espaços para caminhadas. O parque dispõe de equipamentos de ginástica, playground, campo gramado e já é roteiro obrigatório para quem frequenta a região.

Para você que procura o que fazer na Mooca em matéria de relaxamento, esse é o lugar ideal. Fica localizado onde está a Torre da Caixa d’Água, o maior reservatório de água da América Latina. O parque tem 21.200 m² de área no total e é administrado pela Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo S.A.).

Parque SABESP Mooca
(C) Apontador

Lá você vai encontrar muitas árvores, tnato nas calçadas quanto dentro do parque, além de arbustos e trepadeiras. Você encontrará espécies como a mirindiba rosa, a chuva de ouro, o mulungu, o ipê rosa, o ipê amarelo, a caroba, a quaresmeira, a aroeira salsa e também a sibipiruna.

É um parque seguro, com vigias fazendo ronda pelo local.

O parque fica na Avenida Paes de Barros, 2107.

Casarão do Vinil

Quando você pensa sobre o que fazer na Mooca em termos de passeios alternativos, a nossa sugestão é o Casarão do Vinil.

Lá você vai encontrar mais de 1 milhão discos no acervo: LPs, compactos, discos de 78 rotações, revistas, livros e gibis. o Casarão do vinil é capitaneado por Manuel Jorge Dias, conhecido como Manezinho da Implosão.

Manezinho da Implosão era engenheiro de minas especializado em implosões e seu maior sonho é fazer da Mooca uma referência em discos de vinil.

O Casarão do Vinil fica localizado na rua dos Trilhos, 1.212 e funciona de segunda a domingo, das 9h às 18h.

Saborear a culinária portuguesa no restaurante Taberna Sagres

Inaugurada em abril de 2017, a Taberna Sagres vem se firmando como a maior casa de culinária portuguesa no bairro da Mooca.

Você que procura o que fazer na Mooca e está morrendo de fome, não pode deixar de visitar esse restaurante, localizado na rua Natal, 931, esquina com a rua Campo Largo.

Na Taberna Sagres, você vai encontrar pratos feitos com bacalhau, como por exemplo: escondidinho, bolinhos, bacalhau cascai, Gomes de Sá e tantos outros pratos típicos da culinária portuguesa.

Taberna Sagres
Taberna Sagres. (C) Trip.Advisor

Fazer degustação de vinhos e antepastos na Casa Sagres

A Casa Sagres é considerada um pedaço do Mercadão no bairro da Mooca. Aqui, cada parte do mundo está representada em sua gastronomia. Você encontrará todos os pertences para a culinária brasileira, portuguesa, italiana, mexicana e de tantos outros países.

São vários ingredientes em um único lugar, ainda na região central de São Paulo, em um local tranquilo para estacionar seu carro e poder ficar despreocupado para passar o tempo que quiser, curtindo novidades nacionais e importadas nas prateleiras.

sagres pais3

Todos os sábados e domingos, há a tradicional degustação de antepastos produzidos aqui mesmo na Casa Sagres. São dezenas de sabores de antepastos e patês para que você possa escolher e degustar.

Periodicamente há festivais de vinhos e cervejas, onde os principais produtores se reúnem e promovem degustações dos seus produtos, vendas com ofertas exclusivas e lançamentos de novos produtos. Ainda há música ao vivo e food trucks na porta.

Para você ficar por dentro desses eventos, visite nossa página no Facebook.

Endereço rua Natal, 931, com estacionamento gratuito no Posto Shell 3 Irmãos, em frente à Casa Sagres.

***

Nessa lista colocamos os itens mais importantes para quando você for procurar sobre o que fazer na Mooca, já consiga montar seu roteiro para um passeio que preencha o seu dia inteiro, que passe pelos momentos de relaxamento, cultura e gastronomia.

E aí, você gostou? Queremos ouvir sua opinião. Deixe um comentário abaixo contanto sua experiência sobre o que fazer na Mooca para se divertir, ok?